Até final de 2017, foram notificados em Portugal 57.574 casos de infeção por VIH, destes 22.028 atingiram o estadio SIDA até final de 2017 e para 14.500 foi notificado óbito no mesmo período. Em 2017 foram diagnosticados 886 novos casos de infeção por VIH, o que corresponde a uma taxa de novos diagnósticos de 8,6 casos por 100 000 habitantes.


De acordo com o Relatório “Infeção VIH e Sida 2018” da Direção Geral da Saúde, Portugal já atingiu os dois primeiros objetivos das metas ONUSIDA:
●    91,7% das pessoas que vivem com a infeção estão diagnosticadas (dados 2016); 
●    86,8% das pessoas diagnosticadas estão a ser tratadas (dados 2016);
●    90,3% das pessoas que estão em tratamento têm carga viral indetetável.

Pese embora Portugal tenha vindo a acompanhar os progressos globais e alcançado resultados significativos:
●    Estima-se que cerca de 4000 pessoas vivem com a infeção VIH e desconhecem o seu estado serológico;
●    Continuamos a apresentar uma das mais elevadas taxas de incidência de novos casos de infeção diagnosticados;
●    Continuamos a apresentar uma das mais elevadas taxas de diagnósticos tardios na União Europeia: em 2017, 51,5 dos novos casos de infeção diagnosticados ocorreram numa fase tardia (CD4<350 cél./mm3) e destes, 31,1% com critério de doença avançada (CD4<200 cél./mm3).
●    O país apresenta um tempo médio para o diagnóstico de 3,8 anos.

   

O Porto é o segundo distrito do país com a maior taxa de incidência de novos casos de infeção por VIH diagnosticados. Entre 2011 e 2016 o Porto apresenta uma incidência média de 25,6, sendo a incidência média nacional de 13,4 para igual período. No período compreendido entre 2013 e 2017 a taxa média de diagnósticos VIH no concelho do Porto é de 28,0 casos por 100 000 habitantes, Matosinhos 13,9 casos por 100 000 habitantes, Vila do Conde 13,3 casos por 100 000 habitantes e Vila Nova de Gaia de 11,0 casos por 100 000 habitantes, sendo a taxa para o país no período equivalente de 13,0 casos por 100 000 habitantes. 

De acordo com o Programa Nacional para as Hepatites Virais “são particularmente as hepatites B e C as que se revestem de maior impacto em termos de morbilidade e mortalidade, ao serem as principais causas de doença hepática crónica nos países desenvolvidos. Considera-se que as diferentes formas de prevenção das hepatites virais e outras IST, o diagnóstico precoce e a referenciação hospitalar têm elevados benefícios clínicos para as pessoas infetadas e de saúde pública para toda a comunidade. O tratamento da hepatite C está disponível em Portugal desde 2015, pelo que a identificação das pessoas que estão infetadas com vista ao acesso ao tratamento é prioridade nacional

Público-Alvo

- Homens que fazem sexo com Homens (HSH);
- Imigrantes (com especial atenção aos que se encontram em situação administrativa irregular);
- Pessoas em situação de Sem Abrigo (PSA);
- Pessoas que utilizam Drogas (PUD);
- Trabalhadoras Sexuais e seus clientes (TS).

Objectivo principal

Em 12 meses, Promover a realização do teste de rastreio das infecções por VIH, VHB, VHC e Sífilis e a adequada referenciação nos grupos dos HSH, TS e seus clientes, PSA, Utilizadores de Drogas e Migrantes e Garantir o acesso a programas de RRMD e de prevenção da infecção VIH no grupo dos utilizadores de drogas nos concelhos do Porto, Vila Nova de Gaia, Matosinhos e Vila do Conde.

Parceiros da Médicos do Mundo

Laboratório Médico de Análises Clinicas Dr. Luís Marinho

Partner website

Associação Plano i - Centro GIS

Unidade de Saúde Pública Porto Oriental

Partner website

Rede Positivo

Partner website

Rede de Rastreio Comunitária

Partner website

NPISA Porto

Partner website

Gaiurb-URbanismo e Habitação, EM

Partner website

Fórum Nacional da Sociedade Civil para o VIH-SIDA

Partner website

ARRIMO - Projeto Âncora

Partner website

Ambimed

Abraço

Partner website

SPMS - Projecto Troca de Seringas

Partner website

SEF - Unidade Habitacional de Santo António

Partner website

Rede de Trabalho Sexual

Partner website

R3 - Redução de Riscos em Rede

Partner website

Norte Vida

Partner website

APDES - Porto G

Partner website

Universidade Católica Portuguesa – Centro Regional do Porto

Partner website

UCC Baixa do Porto

Partner website

Rede Social do Porto

Partner website

Serviço Jesuíta aos Refugiados

Partner website

Organização Internacional para as Migrações

Associação CAIS

A CAIS tem como missão contribuir para o melhoramento global das condições de vida de pessoas sem casa/lar, social e economicamente vulneráveis.

Partner website