O  projecto Embarque na Saúde apoia imigrantes retidos pelo SEF no Aeroporto de Lisboa e que ficam confinados a um espaço existente para o efeito. Durante este período de tempo o SEF não dispõe de capacidade instalada que permita assegurar os cuidados básicos de saúde das pessoas, tendo sido necessário desenhar um projecto que os pudesse ajudar.

Neste sentido, a Médicos do Mundo assegura os cuidados básicos e vigilância do estado de saúde aos imigrantes que se encontram no aeroporto e que, pela sua condição, não são abrangidos pelo Sistema Nacional de Saúde. Neste projecto, a equipa do projecto realiza consultas de enfermagem, acompanha os regimes terapêuticos, actividades de educação para a saúde, rastreios de doenças sexualmente transmissíveis e encaminhamentos para as estruturas competentes.

Público-Alvo

Pessoas imigrantes que se encontram a aguardar decisão judicial sobre o seu pedido de permanência em território português.

Objectivo Geral

Assegurar o acesso a cuidados básicos de saúde e vigilância do estado de saúde aos imigrantes que se encontram no aeroporto os quais, em função da sua condição, não são abrangidos pelo SNS.