Após o ciclone Idai ter causado cheias graves a vários países, a Médicos do Mundo estabeleceu um acordo pioneiro com a Cruz Vermelha Portuguesa a fim de prestar assistência humanitária à população da Beira. 

 

A 24 de Março de 2019, uma equipa de 6 médicos, 7 enfermeiros, 2 coordenadores, 2 psicólogos, 2 logísticos e 1 farmacêutica voaram para Beira, a partir do aeroporto militar de Figo Maduro, em Lisboa, levando consigo uma carga com mais de 30 toneladas de ajuda humanitária. No porão seguiu um hospital de campanha, composto por sete módulos, 15 toneladas de alimentos, 15 toneladas de medicamentos e material médico, 500 quilos de fibra ótica, geradores e material logístico. 

Uma equipa da delegação espanhola também se deslocou para o terreno, tendo fretado um avião com 6,5 toneladas de medicamentos e material médico e 800 quilos de material logístico para apoiar as unidades de saúde locais.

 

 

 

 

Testemunho - Dr. Armindo Figueiredo - Director Clínico da Operação Embondeiro por Moçambique

 

 

Como ajudar?

Actualmente a Médicos do Mundo está angariar fundos para suportar esta Operação. Todos os que quiserem apoiar poderão fazê-lo da seguinte forma:

Website da Médicos do Mundo na área DOAR

Conta de Emergência CGD: IBAN PT50 0035 0551 00007722130 32

Linha Solidária: 760 50 10 50 - 0,60€ +IVA

Estes fundos servirão para custear as deslocações da equipa de ajuda humanitária, alimentação, material médico, medicamentos, combustíveis e transporte de materiais. 

Fundos - Operação Embondeiro por Moçambique

Médicos do Mundo              53 258, 02 €  
Cruz Vermelha Portuguesa           2 247 993,98 €

Total do Fundos para Operação Embondeiro

         2 301 252,00€

 

* Dados actualizados à data de 03-05-2019 - 13:30h