Europeias
Público

 

No próximo dia 26 de Maio teremos a oportunidade de fazer escolhas importantes sobre a Europa que queremos. E nesta escolha, TU fazes a diferença. A delegação portuguesa da Médicos do Mundo apela a que TODOS escolham uma Europa mais justa, solidária e unida em prol dos Direitos Humanos.     

O nosso trabalho assenta no direito fundamental de todos os seres humanos terem acesso a cuidados de saúde, independentemente da sua nacionalidade, religião, ideologia, povo de origem, nacionalidade ou possibilidades económicas. Por essa mesma razão, exortamos a todos o que estão connosco a escolher os  que defendem a Europa que queremos: uma Europa solidária, inclusiva, em que a agenda seja orientada para a preservação da saúde das comunidades e não se subordine aos interesses económicos sob o pretexto de uma falsa ideia de desenvolvimento.  Queremos uma Europa em que a defesa dos direitos humanos orienta todas as políticas.

Dia 26 de Maio, TU tens este PODER. Escolhe quem defende o que nós defendemos. Ajuda-nos a dar voz a quem não a tem.

SE TU NÃO ESCOLHERES OUTROS ESCOLHERÃO POR TI. E é provável que escolham caminhos que tu não escolherias.

A Representação da Comissão Europeia em Portugal reuniu 29 razões para se votar nestas eleições europeias, destacando o que já fez por NÓS, 15 das quais são fortemente apoiadas pela Médicos do Mundo:

Europeias

Liberdade de movimento. É mais do que um direito fundamental. É também uma realidade apreciada por milhões de europeus. A Comissão Europeia protege o teu direito de viver, trabalhar e estudar em qualquer lugar da Europa.

Europeias

Proibição do trabalho infantil. Cada criança tem o direito de crescer num ambiente seguro. A Comissão Europeia protege os direitos das crianças na UE e promovemos os mesmos a nível mundial.

Europeias

Direitos sociais. O direito a salários justos e a cuidados de saúde. Da aprendizagem ao longo da vida à igualdade de género, a Comissão Europeia apoia os teus direitos no seu Pilar Europeu dos direitos sociais.

Europeias

Proibição da tortura. Ninguém será submetido a tortura. A Comissão Europeia consagrou este princípio na sua carta dos direitos fundamentais.

Europeias

Igualdade de género. A Comissão Europeia continuará a lutar pela igualdade entre homens e mulheres. Sempre.

Europeias

Proibição da escravidão. A Comissão Europeia consagrou este princípio na sua carta dos direitos fundamentais. E continuarão a trabalhar para desmantelar redes criminosas que facilitam a escravidão e o tráfico de seres humanos.

Europeias

Fronteiras seguras.

Europeias

Não discriminação. Podes ser e amar quem quiseres. Sem medo de discriminação.

Europeias

Apoio ao desenvolvimento. Juntamente com os países da UE, A Comissão Europeia continua a liderar o apoio ao desenvolvimento no mundo.

Europeias

Proibição da pena de morte. A pena de morte é uma afronta à dignidade humana. Constitui um tratamento cruel e desumano.

Europeias

Liberdade de expressão. Não há democracia sem liberdade de expressão.

Europeias

Democracia. Paz, Estado de direito e solidariedade. A Comissão Europeia concorda em resolver os conflitos à volta da mesa e não num campo de batalha.

Europeias

Diversidade cultural. O programa Europa Criativa, a Capital Europeia da Cultura, o Ano Europeu do Património Cultural. Apoio aos artistas e criadores com o programa Europa Criativa.

Europeias


Conservação da Natureza.

Europeias

Protecção civil. Incêndios florestais, inundações ou terremotos. Nunca se sabe quando um desastre pode acontecer, mas agora podes contar connosco. Definimos um sistema europeu de emergência para fortalecer a tua protecção.

Estas e outras razões podem ser encontradas na Página da Representação da Comissão Europeia em Portugal. 

Dia 26 de Maio, TU tens este PODER. Escolhe quem defende o que nós defendemos. Ajuda-nos a dar voz a quem não a tem.

 

 

Este bloco está em falta ou com um erro. Talvez esteja a faltar conteúdo ou talvez seja necessário ativar o módulo original.