RSS Facebook Twitter YouTube BlogSpot
SIGA-NOS
RECEBA A NOSSA
REVISTA FACE
insira o seu endereço electrónico

Rede MdM Internacional
Like ME II: Médicos do Mundo ajuda jovens a crescer de forma saudável
14-2-2018

Like ME II: Médicos do Mundo ajuda jovens a crescer de forma saudável

A Médicos do Mundo retomou um projecto dedicado aos jovens, no qual o objectivo é ensinar-lhes a crescer de forma mais saudável e consciente. Entre vários projectos do Programa Escolhas, a equipa tem ido ao encontro de vários jovens na cidade de Lisboa, proporcionando momentos de encontro, reflexão e aprendizagem mais focado e divertido.

Na sede do Projecto Percursos Acompanhados E6g, na Buraca, existe uma sala que recebe, quinzenalmente jovens dos 12 aos 14 anos. Trata-se do Projecto Like ME II, uma iniciativa da Médicos do Mundo em parceria com a AstraZeneca, que tem como principal objectivo a prevenção das Doenças Não Transmissíveis (DNT) num contexto de educação não formal. Esta intervenção é direccionada a jovens provenientes de contextos socioeconómicos vulneráveis e carenciados, nomeadamente integrados em Projectos de intervenção comunitária.

A enfermeira Patrícia Nunes, coordenadora do Projecto, prepara-se para mais uma sessão e o tema do dia é Depressão e Suicídio.

Cinco jovens sentam-se à volta de uma mesa, entusiasmados com a nova sessão e recordam os temas anteriores. “Quando falámos sobre sentimentos e emoções, percebemos que não são a mesma coisa”, refere uma das jovens.

Enquanto os jovens transmitem o que sabem sobre o tema em causa, Depressão, a enfermeira Patrícia apressa-se em reunir o contributo de todos e esclarecer sobre a Doença Não Transmissível.

Tristeza prolongada, apatia, falta de apetite, entre outros, são alguns dos sinais que podem alertar para um quadro depressivo. No entanto, os jovens são desafiados a transmitir esta doença mental, através do desenho de um rosto, onde têm que desenhar o estado emocional de uma pessoa depressiva e contar a história do seu personagem.

“Esta é a Maria, tem um filho pequeno, que morreu numa queda. A Maria está depressiva porque perdeu um filho”, conta um dos jovens.

A enfermeira Patrícia explica que a perda de um ente querido pode, muitas vezes, despoletar uma Depressão. Todos participam na conversa e concluem que a Depressão precisa de cuidados médicos e, em casos extremos, pode levar ao suicídio. “Uma rapariga lá na escola ameaçou que ia matar-se…ela estava depressiva.”, acrescenta outra jovem.

Através de exemplos e da troca de opiniões, os jovens aprendem sobre o que é a Depressão e quais os cuidados a ter para prevenir e/ou contornar a doença. Ao longo de 60 minutos a dinâmica é uma constante e todos saem esclarecidos sobre perturbações da saúde mental.

Para além deste tema, as sessões do Like ME II já foram um ponto de encontro para se debater outras questões como a saúde oral, acidentes e violência.

Enquadramento DNT

Segundo a Organização Mundial de Saúde (OMS), as doenças não transmissíveis (DNT) são as principais causas de morte em todo o mundo, sendo responsáveis por mais de 36 milhões de mortes todos os anos, correspondendo a mais de 60% do total de mortes. Os principais grupos de DNT são: doenças cardiovasculares (como o enfarte agudo do miocárdio e o acidente vascular cerebral), o cancro, as doenças respiratórias crónicas (como a asma e a doença pulmonar crónica obstrutiva), a diabetes e as perturbações da saúde mental. 
Embora constituam um grupo relativamente pequeno de doenças, as DNT têm um impacto enorme. No nosso país estas doenças são responsáveis por cerca de 86% das mortes (quase nove em cada dez mortes) e 77% dos encargos com as doenças.

Projecto Like ME II

Encorajar adolescentes a terem controlo na sua saúde e bem-estar, atingindo respeito próprio e auto-confiança, e assim prevenir comportamentos de risco futuros é o grande objectivo do projecto Like ME II. Este projecto, implementado pela Médicos do Mundo, com dois anos de duração, tem como principal missão garantir o acesso a cuidados de saúde de qualidade, através de apoio personalizado e especializado de uma equipa multidisciplinar, onde é utilizada uma metodologia de educação de pares, num contexto de educação não formal.

Assim sendo, no final de Janeiro de 2019, espera-se que cerca de 75% de jovens saibam identificar práticas saudáveis na prevenção de DNT e que 20 jovens estejam capacitados para a educação de pares na prevenção de DNT.