RSS Facebook Twitter YouTube BlogSpot
SIGA-NOS
Rede MdM Internacional
Legionella: O que é e quais os cuidados a ter?
10-11-2017

Legionella: O que é e quais os cuidados a ter?

O surto de legionella registado no Hospital São Francisco Xavier, em Lisboa, já afectou 41 pessoas e provocou três mortos. Apesar da situação estar a ser controlada pelas autoridades de saúde, o alerta mantém-se. Afinal, o que é a legionella e quais os cuidados necessários?

O que é a legionella?

A legionella é uma bactéria que se desenvolve e vive em ambientes aquáticos (de água doce), naturais ou artificiais, de onde existe libertação de gotículas de água (aerossóis), responsáveis pela transmissão da bactéria. agos, rios, piscinas e reservatórios naturais ou equipamentos de refrigeração com água tépida são os ambientes mais comuns onde esta bactéria se pode desenvolver. Contudo, a sua disseminação é mais usual através de torneiras, chuveiros e termas, entre outros.

A legionella pneumophila pode provocar uma pneumonia grave, conhecida como doença dos legionários.

Quem está mais susceptível  à legionella?

Esta bactéria afecta sobretudo pessoas com mais de 50 anos, por terem um sistema imunitário mais debilitado. Os homens têm duas a três vezes mais probabilidades de contrair legionella do que as mulheres e há alguns grupos de risco: fumadores, pessoas com diabetes, cancro, doenças pulmonares ou outras doenças crónicas que, de alguma forma, debilitem o organismo e as defesas do mesmo.

Esta doença raramente atinge pessoas com menos de 20 anos, pelo que as crianças não estão em risco de infecção, a não ser que tenham alguma doença com repercussões no seu sistema imunitário.

Como se contrai?

A bactéria pode ser contraída através da inalação de gotículas libertadas pelos meios aquáticos já referidos ou por aspiração de água contaminada. Contudo, as pessoas podem continuar a beber e a cozinhar com água da torneira, uma vez que a contaminação só acontece  através da inalação de gotículas e não de vapor de água. Deve-se evitar beber água directamente das torneiras.

Quais os sintomas?

A infecção pode provocar os seguintes sintomas: dor de cabeça, dores musculares, arrepios de frio, febre, tosse, falta de ar, dor no peito, náuseas, vómitos e diarreia. Se a situação se agravar, os sintomas podem evoluir para pneumonia e infecções respiratórias.

Qual o período de incubação?

O período de incubação da legionella pode ir até dez dias, desde a inalação da bactéria até aos primeiros sintomas.

Existe tratamento?

Sim. Embora a bactéria possa ser fatal, a legionella, tem tratamento com recurso a antibióticos.

Quais os cuidados a ter durante o período de surto?

Durantes este período, as pessoas devem evitar tomar duche e dar preferência ao banho de imersão, que implica um menor risco de inalação de aerossóis. É ainda aconselhável a adopção de cuidados em locais públicos, como hidromassagens, locais com refrigeração industrial ou outros onde exista a probabilidade de inalação de aerossóis. Por fim, são de  evitar zonas de banhos, como piscinas, jacuzzis ou fontes ornamentais.


Créditos: Sapo