RSS Facebook Twitter YouTube BlogSpot
SIGA-NOS
RECEBA A NOSSA
REVISTA FACE
insira o seu endereço electrónico

Rede MdM Internacional

Projecto Esperança - Castanheira de Pera

Terminada a fase de emergência, que pretendeu dar resposta às situações eminentes em Castanheira de Pera, a Médicos do Mundo criou, a 7 de Setembro de 2018, um projecto de continuidade na área da saúde com o intuito de assegurar os cuidados médicos e psicossociais à população local. 


A par das consequências provocadas pelo incêndio de 17 de Junho de 2017, a Médicos do Mundo permaneceu em Castanheira de Pera pela vulnerabilidade da vila, onde várias pessoas viviam sozinhas, em situações de pobreza extrema e sem acesso a cuidados básicos de saúde. 

Com recurso a uma equipa de rua, a Médicos do Mundo garante o apoio psicossocial e de saúde às situações de vulnerabilidade e a sua referenciação à rede social de suporte. Neste projecto, os técnicos deslocam-se a casa dos utentes, que vivem isolados do centro da vila e triam e avaliam situações sinalizadas, atendem pessoas com necessidades sociais, dão consultas de enfermagem e monitorizam o estado de saúde das pessoas.


A par dos cuidados referidos, a equipa da Médicos do Mundo disponibiliza várias actividades de Terapia Ocupacional, uma resposta conseguida através da integração de voluntários e estagiários, formados na área, que deslocaram a Castanheira de Pera para assegurar a reposição das rotinas e da qualidade de vida dos habitantes. 

O projecto Esperança - Castanheira de Pera, assim denominado tem como objectivo promover a equidade e acesso aos cuidados de saúde e à rede social de suporte.

Veja com mais detalhe a ficha técnica: 

Duração: 7 Setembro de 2017 a 6 de Setembro 2018

País: Portugal

Localização: Castanheira de Pera

Área de Intervenção: Apoio na área da saúde e psicossocial à população afectada pelos incêndios

Contexto:

Considerando a intervenção da Médicos do Mundo, no Concelho de Castanheira de Pera, no contexto da Missão de Emergência, junto da população afectada directamente pelo incêndio de “Pedrogão Grande”, com reconhecidos ganhos ao nível da saúde e apoio psicossocial, considera-se agora a necessidade de uma nova resposta local que possa fomentar a sustentabilidade desses ganhos, através de estratégias e metodologias de proximidade, e em estreita articulação com a rede de parceiros locais.

Objectivo Geral:

Equidade e Acesso aos cuidados de saúde e rede social de suporte

Objectivos Específicos:

O.E.1.Garantir Apoio Psicossocial às situações de vulnerabilidade e a sua referenciação à rede social de suporte

O.E.2.Promover a fidelização do público-alvo aos cuidados de saúde

O.E.3.Promover a adesão do público-alvo a regime terapêutico medicamentoso

O.E.4.Promover a intervenção social ativa do público-alvo no seu projecto de vida

 

População-alvo em 2017 e 2018:

Proponho: população do Concelho de Castanheira de Pera afectada pelos incêndios

 

Recursos Humanos

-1 Coordenador/enfermeiro

-1 Mediador comunitário

-1 Assistente social

-1 Ajudante familiar

-1 coordenador voluntariado

-1 técnico logística

- voluntários

 

Financiadores:

- EDP RENOVÁVEIS

- Câmara Municipal de Castanheira de Pera

- Cáritas Diocesana de Coimbra

- Fundos próprios

 

Parceiros:
Centro de Saúde de Castanheira de Pera

Centro Paroquial de Castanheira de Pera

Cercicaper

Santa Casa da Misericórdia de Castanheira de Pera

Junta de Freguesia do Coentral

Instituto Politécnico de Leiria

Actividades

Apoio Psicossocial e referenciação à rede social de suporte

Prestação de cuidados de saúde e referenciação às estruturas do SNS

Apoio medicamentoso e Educação terapêutica

Sessões de Educação para a saúde individuais e colectivas

Distribuição de bens alimentares (e outros) a pessoas e animais de pequeno e grande porte

Auxílio à reconstrução de hortas, pastos e reposição de cabeças de gado

Construção de uma loja social

Criação de um guia de recursos concelhios

Mobilização e gestão de donativos, voluntários e parcerias

 

Resultados Esperados

O.E.1

90% das situações sinalizadas à equipa do projecto são avaliadas

90% das situações de vulnerabilidade social são referenciadas à rede social de suporte

90% das pessoas com necessidades identificadas recebe apoio alimentar

90% dos domicílios identificados com necessidade são higienizados

60% dos animais identificados com necessidade, recebem apoio veterinário

O.E.2

90% das situações sinalizadas à equipa são avaliadas

90% das pessoas com necessidades identificadas recebe acompanhamento/monitorização ao nível da enfermagem

90% das situações identificadas com necessidade são referenciadas aos cuidados de saúde

 

O.E. 3

80% das pessoas com carência económica recebem apoio medicamentoso

80% das pessoas identificadas com necessidade são acompanhadas pela equipa do projecto às consultas

80% das pessoas com regime terapêutico instituído é monitorizada pela equipa do projecto

O.E.4

60% das pessoas que perderam hortas recebem ajuda para a sua reconstrução

30% das pessoas que perderam pastos recebem ajuda para a sua reposição

30% das pessoas que perderam cabeças de gado recebem ajuda para a sua reposição

 

60% das pessoas com necessidades recebem apoio da Loja social